Viana denuncia: Temer está vendendo o Brasil

E-mail Imprimir PDF

Senador lamenta abertura indiscriminada do mercado aéreo brasileiro e da mineração na Amazônia. “É um crime lesa-pátria”, adverte

O senador Jorge Viana (PT-AC) voltou a criticar fortemente o governo Michel Temer pela adoção de medidas e políticas públicas que afrontam a soberana nacional, como a venda de empresas aéreas e terras a estrangeiros, além da reabertura da mineração na Amazônia. “É um crime lesa-pátria: estão pondo o Brasil à venda”, alertou, em discurso na tribuna do Senado, nesta terça-feira, 11 de abril. “Nós não podemos seguir essa marcha da insensatez”.

“Esse projeto de mineração é criminoso”, destacou. “Está escrito na Constituição que o solo e o subsolo são parte da soberania nacional. Quem é que vai fazer a defesa dos 25 milhões que vivem na Amazônia quando empresas, grandes corporações estrangeiras chegarem lá para levar a riqueza que nós temos?”

Segundo o parlamentar, um ano depois de o país assistir à votação do impeachment da presidenta Dilma Rousseff pela Câmara, o Brasil está sendo colocado à venda pelo governo ilegítimo. “Àqueles que ainda têm fé a esperança, àqueles que ainda têm amor por este país, eu faço um apelo: vamos fazer valer aquele nacionalismo que está dentro da gente, independente de outras posições divergentes, e pôr um freio”, disse.

Viana listou algumas das medidas do Palácio do Planalto que considera uma ameaça aos interesses nacionais, como a abertura total do mercado aéreo às empresas estrangeiras. “Não há nenhuma grande nação no mundo que não tenha uma grande companhia aérea. Isso é um fato. Nenhuma”, alertou. “Estão pondo à venda todas as companhias aéreas do Brasil”.

O senador também condenou o projeto que autoriza a mineração na Amazônia. “Parece que não aprendemos com a Serra Pelada, com Roosevelt, com os desastres que temos vivido, com invasões de terras indígenas, com a mazela humana e com o desrespeito com o patrimônio nacional”, criticou. Ele lamentou a destruição do Estado brasileiro.

“A Petrobras está sendo dilapidada, depreciada, para certamente, depois, o governo pôr à venda”, disse. Ele relembrou seu alerta sobre a proposta da Casa Civil de permitir a venda de terras a estrangeiros. “Uma empresa estrangeira, com algumas moedas, vai poder comprar uma área no Brasil maior do que a soma de muitos países da Europa e do mundo”, denunciou.

“É esse o país que nós queremos? Estão pondo à venda o Brasil na pior hora, no pior momento”, advertiu o parlamentar, ressaltando que o país tem hoje 13,5 milhões de desempregados, dívida crescente e um déficit que o governo não consegue justificar.

 

Mais Notícias

Nota de pesar

O professor Marco Aurélio era um intelectual e militante apaixonado pela política, um perseverante s...

Jorge Viana participa de encontro e se diz otimista com política ambiental no Acre

Senador participou da avaliação do programa REDD no Acre e defendeu inspiração nos povos indígenas p...

Jorge Viana lamenta aprovação da reforma trabalhista

Senador denunciou retrocesso imposto pelo trabalho intermitente, proposto pelo governo na proposta q...

Jorge Viana critica reforma trabalhista

Senador chama proposta de “Frankenstein” e aponta que Temer não tem condições de levar o país adiant...

Jorge Viana alerta para tensão em Xapuri

Senador denuncia ameaças a posseiros na reserva extrativista Chico Mendes, lembrando a morte do ambi...

Jorge Viana apresenta emendas na LDO para garantir manutenção das BRs 317 e 364

O senador Jorge Viana (PT-AC) apresentou várias emendas ao projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária...

Bancada acreana denuncia tentativa de garimpo no Juruá

Durante audiência com senadores, deputados e vereadores de Cruzeiro do Sul, ministro das Minas e Ene...

Jorge Viana eleito para Vice-Presidência da Comissão de Orçamento

Parlamentar acreano foi indicado pela bancada do PT e definido como relator setorial para Ciência e ...

Jorge Viana quer ampliação de banda larga no Acre

Senador diz que a questão é estratégica para o futuro do país, lembrando que o Brasil está atrasado ...

Jorge Viana garante empenho de R$ 4,4 milhões de emendas para governo e prefeituras

Recursos atenderão dez prefeituras, comandadas por diferentes partidos, inclusive de oposição, além ...