Senado aprova PEC de Jorge Viana que torna imprescritível crime de estupro

E-mail Imprimir PDF

Projeto de emenda constitucional é aprovada, por 66 votos, em primeiro turno. Proposta ainda será submetida a nova votação no plenário, antes de ir para a Câmara

O Senado aprovou em primeiro turno, na tarde desta terça-feira, por 66 votos e uma abstenção a PEC 64/2016, de autoria do senador Jorge Viana (PT-AC), que torna o crime de estupro imprescritível, assim como o crime de racismo. Na prática, o crime de estupro será punido mesmo tendo ocorrido muito tempo antes.

“O Senado não está indiferente ao crime de estupro, que ocorre a cada 11 minutos no Brasil”, disse Jorge Viana. “As mulheres, muitas vezes, não conseguem fazer a denúncia por medo. O crime de estupro não pode prescrever”. Da tribuna, ele agradeceu autoridades do Judiciário acreano, Ministério Público, Secretaria da Mulher do Acre e da Rede Acreana de Mulheres e Homens que realizaram na segunda um encontro em Rio Branco para debater o projeto.

Relatora da proposta, senadora Simone Tebet (PMDB-MT) felicitou Viana pela iniciativa, apontando a enorme sensibilidade do senador ao apresentar o projeto. A parlamentar afirmou que esse tipo de crime é velado e muitas vezes a vítima leva muito tempo para fazer a denúncia, o que resulta em impunidade.

No plenário, Jorge Viana comentou que a subnotificação dos crimes de estupro ocorre devido ao receio das vítimas do preconceito, superexposição ou de serem vitimizadas mais uma vez. “É comum que a vítima seja covardemente responsabilizada pelo estupro sofrido”, lamentou. “Setenta por cento das vítimas são crianças”.

Levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) estima a ocorrência de 527 mil estupros por ano no Brasil, sendo que apenas 10% são notificados. Hoje, pelo Código Penal, a pena para o estupro pode variar de 6 a 30 anos de cadeia, dependendo da situação. O Acre é estado que apresenta a mais alta taxa de estupros consumados no país: 65,2 por 100 mil habitantes.

A PEC de Jorge Viana vale para os crimes de estupro (art. 213) e estupro de vulnerável (art. 217-A) do Código Penal. Para os dois casos, a pena pode chegar a 30 anos, se o crime resultar em morte da vítima. A prescrição é a perda do direito de ação pelo decurso do tempo. Desse modo, quando ocorre a prescrição, o agressor não pode mais ser processado pelo crime que cometeu.

Jorge Viana foi elogiado por colegas, como as senadoras Marta Suplicy (PMDB-SP), Lídice da Mata (PSB-BA) e Kátia Abreu (PMDB-TO). Os colegas Cristovam Buarque (PPS-DF), Renan Calheiros (PMDB-AL) e João Capiberibe (PSB-AP) também saudaram o petista.

img090517

 

Mais Notícias

Nota de pesar

O professor Marco Aurélio era um intelectual e militante apaixonado pela política, um perseverante s...

Jorge Viana participa de encontro e se diz otimista com política ambiental no Acre

Senador participou da avaliação do programa REDD no Acre e defendeu inspiração nos povos indígenas p...

Jorge Viana lamenta aprovação da reforma trabalhista

Senador denunciou retrocesso imposto pelo trabalho intermitente, proposto pelo governo na proposta q...

Jorge Viana critica reforma trabalhista

Senador chama proposta de “Frankenstein” e aponta que Temer não tem condições de levar o país adiant...

Jorge Viana alerta para tensão em Xapuri

Senador denuncia ameaças a posseiros na reserva extrativista Chico Mendes, lembrando a morte do ambi...

Jorge Viana apresenta emendas na LDO para garantir manutenção das BRs 317 e 364

O senador Jorge Viana (PT-AC) apresentou várias emendas ao projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária...

Bancada acreana denuncia tentativa de garimpo no Juruá

Durante audiência com senadores, deputados e vereadores de Cruzeiro do Sul, ministro das Minas e Ene...

Jorge Viana eleito para Vice-Presidência da Comissão de Orçamento

Parlamentar acreano foi indicado pela bancada do PT e definido como relator setorial para Ciência e ...

Jorge Viana quer ampliação de banda larga no Acre

Senador diz que a questão é estratégica para o futuro do país, lembrando que o Brasil está atrasado ...

Jorge Viana garante empenho de R$ 4,4 milhões de emendas para governo e prefeituras

Recursos atenderão dez prefeituras, comandadas por diferentes partidos, inclusive de oposição, além ...