Jorge Viana volta a criticar cobrança de bagagem em viagens aéreas

E-mail Imprimir PDF

Senadores debatem na Comissão de Defesa do Consumidor decisão da ANAC de liberar tarifa para companhias aéreas por despacho de malas

 

O senador Jorge Viana (PT-AC) voltou a criticar a cobrança pelas companhias aéreas para cada bagagem despachada. Em audiência na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor, ele reclamou que o consumidor está sendo penalizado. “Uma agência como a Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) não pode fazer o que fez, precisa estar atenta aos direitos do consumidor”, disse o parlamentar. “Estamos jogando nas costas do usuário o ônus do problema”.


Representantes de consumidores, Anac e companhias aéreas participaram da audiência pública. Além de Jorge Viana, o senador Humberto Costa (PT- PE), autor de projeto (PDS 89/2016) que susta a decisão da Anac, disseram não ver nenhuma garantia de que o consumidor será, de fato, beneficiado. Humberto Costa acredita que a medida vai afastar a população do transporte aéreo.


Em março, a Justiça decidiu manter a suspensão da cobrança por despacho de bagagem em aeroportos brasileiros, que entraria em vigor naquele mês. Um recurso da Anac, impetrado por meio da Advocacia-Geral da União, contra a decisão de primeira instância, foi negado pela presidência do Tribunal Regional Federal da 3ª Região. Depois a suspensão foi revogada.


Jorge Viana lamentou que a Anac tenha determinado por meio de resolução, em 13 de dezembro, o fim das franquias e a possibilidade de cobrança de valores adicionais para a remessa de malas e outros itens. Com a decisão do tribunal, permanecem em vigor as franquias mínimas de bagagem despachada: 23 quilos (kg) em voos nacionais e duas malas de 32 kg em internacionais.


O senador disse que a nova política prejudica os mais pobres ou quem vive nas Regiões Norte e Nordeste, que ou por realizarem apenas uma viagem por ano (durante as férias) ou devido às longas distâncias, na prática não gozam da alternativa de decidir ou não sobre o despacho de bagagens. “Não tentem tratar pessoas diferentes de maneira igual. Para quem mora no Acre ou em outras regiões, isso não é uma escolha, é uma necessidade”, argumentou.

 

Mais Notícias

Nota de pesar

O professor Marco Aurélio era um intelectual e militante apaixonado pela política, um perseverante s...

Jorge Viana participa de encontro e se diz otimista com política ambiental no Acre

Senador participou da avaliação do programa REDD no Acre e defendeu inspiração nos povos indígenas p...

Jorge Viana lamenta aprovação da reforma trabalhista

Senador denunciou retrocesso imposto pelo trabalho intermitente, proposto pelo governo na proposta q...

Jorge Viana critica reforma trabalhista

Senador chama proposta de “Frankenstein” e aponta que Temer não tem condições de levar o país adiant...

Jorge Viana alerta para tensão em Xapuri

Senador denuncia ameaças a posseiros na reserva extrativista Chico Mendes, lembrando a morte do ambi...

Jorge Viana apresenta emendas na LDO para garantir manutenção das BRs 317 e 364

O senador Jorge Viana (PT-AC) apresentou várias emendas ao projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária...

Bancada acreana denuncia tentativa de garimpo no Juruá

Durante audiência com senadores, deputados e vereadores de Cruzeiro do Sul, ministro das Minas e Ene...

Jorge Viana eleito para Vice-Presidência da Comissão de Orçamento

Parlamentar acreano foi indicado pela bancada do PT e definido como relator setorial para Ciência e ...

Jorge Viana quer ampliação de banda larga no Acre

Senador diz que a questão é estratégica para o futuro do país, lembrando que o Brasil está atrasado ...

Jorge Viana garante empenho de R$ 4,4 milhões de emendas para governo e prefeituras

Recursos atenderão dez prefeituras, comandadas por diferentes partidos, inclusive de oposição, além ...