Jorge Viana destaca potencial do bambu para o Acre

E-mail Imprimir PDF

Senador saúda entrada do Brasil em organização multilateral que incentiva exploração econômica da espécie e diz que o estado ganha uma boa oportunidade sócio-econômica. Mercado mundial movimenta US$ 60 bilhões

O Brasil passa a integrar oficialmente, a partir de novembro, a organização intergovernamental Inbar, sediada em Pequim, na China, e que estimula a exploração comercial e sustentável do bambu e do ratã. A organização tem 42 países-membros e o mercado mundial desses produtos movimenta anualmente US$ 60 bilhões. “O Brasil tem hoje um potencial enorme para explorar o bambu, especialmente o estado do Acre, que tem mais de 16 milhões de hectares de florestas, dos quais 4 milhões são de bambu”, diz o senador Jorge Viana (PT-AC).

Viana participou nesta segunda-feira, 23 de outubro, da abertura do Seminário Internacional sobre Bambu, realizado na teatro da Universidade Federal do Acre (UFAC). “A adesão do Brasil é um gesto importante e abre um potencial enorme para a exploração do bambu e nossa participação no mercado”, comentou o parlamentar. “O seminário é um marco para esse caminho do bambu como um ativo econômico”.

Segundo a Embrapa, o Brasil tem a maior biodiversidade de bambus da América e uma das maiores do mundo, com cerca de 18 milhões de hectares de florestas nativas da planta. Desse total, cerca de 40% desse recurso está localizado no Acre, fazendo com que o estado tenha uma das maiores reservas do mundo. “Bambu não é problema. Tem gente que pensa que bambu é um problema, mas não é. Bambu é fundamental. Tem mercado e acúmulo de estudos. E nós ainda não enxergamos isso”, disse. De acordo com o senador, a floresta é solução. “A Califórnia era um deserto e se transformou no sétimo PIB do mundo. Este é o desafio que temos: tornar o bambu em um ativo econômico importante”.

O senador lembrou que, em 2011, a então presidente Dilma Rousseff assinou um acordo de cooperação com o governo da China, firmada entre os ministérios de Ciência e Tecnologia que resultou na lei de incentivo à produção do bambu no Brasil. Três anos depois, Dilma encaminhou mensagem do acordo instando o Brasil a fazer parte da rede internacional de bambu. “Agora, no próximo dia 6 de novembro, estarei na cerimônia em que vai se oficializar a entrada do Brasil no Inbar, em Pequim, na China”, disse.

O Inbar tem desenvolvido projetos e programas em mais de 20 países capacitando pessoas e organizações em mais de 80 países sobre a importância do uso do bambu e ratã em cadeias produtivas. Dados da Sociedade Nacional de Agricultura apontam que o Brasil tem, atualmente, 36 gêneros e 254 espécies nativas de bambu distribuídas entre a Mata Atlântica, a Amazônia e o Cerrado.

flash231017

 

Mais Notícias

Solidário com prefeito, Jorge Viana critica ambiente de intolerância

  Da tribuna do Senado, parlamentar lamenta ação espetaculosa e constrangimento desnecessário ...

Nota do Senador Jorge Viana

Sobre a operação deflagrada nesta segunda-feira por órgãos de controle, quero reiterar minha inteira...

Jorge Viana: “Não dá para conviver com a pobreza numa das mais ricas regiões do mundo que é Amazônia

O senador Jorge Viana (PT) esteve no Fórum dos Governadores da Amazônia Legal, nesta quinta, 26, e p...

“Amazônia está trazendo foco para agenda verde ambiental”, diz Jorge Viana

O senador do Acre, Jorge Viana, esteve presente na Câmara de Meio Ambiente do 16° Fórum de Governado...

Jorge Viana defende mais recursos e investimentos em Ciência e Tecnologia

Para senador, investimentos no setor de pesquisas e inovações são fundamentais para crescimento de u...

Jorge Viana condena cortes no Orçamento do meio ambiente

  Senador alerta para riscos na fiscalização ambiental por conta dos cortes na proposta orçame...

Jorge Viana destaca potencial do bambu para o Acre

Senador saúda entrada do Brasil em organização multilateral que incentiva exploração econômica da es...

Jorge Viana anuncia R$ 14,7 milhões em emendas para o Acre

Senador ligou para 22 administradores comunicando a alocação de recursos no Orçamento de 2018. “É mi...

Comissão sobre Mudanças Climáticas vai promover evento na COP 23, em Bonn

Jorge Viana confirma audiência, em 15 de novembro, durante Conferências das Partes, na Alemanha, par...

Jorge Viana quer lei de transparência para juros

Projeto do senador obriga instituições financeiras a divulgarem as taxas de juros, mensais e anuais,...