Thaumaturgo de Azevedo

E-mail Imprimir PDF

Já de início, é preciso salientar que este militar piauiense, nascido em 17 de novembro de 1851, teve uma participação extremamente importante na chamada “Questão do Acre” muito antes mesmo de eclodirem os conflitos da Revolução Acreana.

Isso se deve ao fato de que o General Gregório Thaumaturgo de Azevedo foi nomeado para comandar a missão binacional demarcatória de limites (Brasil-Bolívia) que, em 1895, deveria consolidar a fronteira de acordo com o que havia sido estabelecido no Tratado de Ayacucho de 1867. Entretanto, durante o desenrolar dos trabalhos nas florestas acreanas, Thaumathurgo percebeu que grande parte das terras que ficariam para a Bolívia estavam repletas de brasileiros e sem ocupação boliviana efetiva, denunciando este fato ao governo brasileiro.

Entretanto, nosso governo decidiu ignorar seu parecer e ordenou que se concluísse a demarcação. Thaumaturgo, profundamente indignado, pediu demissão do posto de chefe da comissão demarcatória. Coube, então, ao General Cunha Gomes concluir a demarcação. O que abriu espaço para a ocupação oficial do Acre pelos bolivianos. Mas logo ficaria evidente que Thaumaturgo de Azevedo estava certo e a ocupação boliviana acabaria dando lugar à Revolução Acreana apenas quatro anos mais tarde.

Depois de resolvida a anexação do Acre ao Brasil, em 1903, o governo brasileiro criou o Território Federal do Acre e estabeleceu três prefeituras departamentais: o Departamento do Alto Acre, do Alto Purus e do Alto Juruá. E como prefeito departamental deste último foi nomeado o General Thaumaturgo de Azevedo. Porém, não havia ao longo de todo o vale do Juruá nenhuma cidade que pudesse abrigar a sede administrativa do Departamento, da mesma forma como não havia ainda nenhuma infra-estrutura oficial (educação saúde, etc.) implantada na região.

Por isso, Thaumaturgo teve que fundar as margens do Juruá uma cidade para servir como capital do Departamento do Alto Juruá, o que foi feito em 28 de setembro de 1904, quando Thaumaturgo fundou Cruzeiro do Sul em terras desapropriadas do seringal Centro Brasileiro. Mas, não se limitou a apenas fundar a cidade, mas estabeleceu seu projeto urbano inicial com amplas avenidas e um traçado bastante original, que a tornaram uma das mais belas cidades acreanas.

Além disso, ainda comandou a luta dos brasileiros contra tropas peruanas que, em novembro de 1904, tentaram tomar o trecho do rio Juruá entre o rio Amônia e a foz do rio Breu, no combate conhecido como o “Fogo do Amônia”, vencido pelos brasileiros. Graças a isso, a cidade que hoje se encontra neste local, foi denominada como Marechal Thaumaturgo, simbolizando a gratidão que os acreanos sentem por esse decidido defensor da nossa causa.