Petistas dizem que discurso de Dilma foi forte e apostam em reversão de votos

E-mail Imprimir PDF

Senadores e deputados petistas falaram que a presidente afastada Dilma Rousseff fez um discurso forte, "falando com a alma", e que deverá reverter votos capazes de conter seu impeachment.

— Foi um discurso forte, eivado por três fatores: ela falou com a alma, colocou a questão democrática acima de seu mandato, e com muito conteúdo desmontou o discurso dos opositores de que cometeu crime — disse o deputado José Guimarães (PT-CE), que foi líder do governo Dilma na Câmara.

Guimarães disse que alguns senadores estão procurando os petistas para avisar que estão reavaliando seus votos. Citou o ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTC-AL), que nas duas votações anteriores do processo votou a favor do afastamento de Dilma. Collor não declara seu voto.

O senador Jorge Viana (PT-AC) afirmou que aqueles que aguardavam o discurso de Dilma para se decidirem têm argumentos concretos para impedir o afastamento da petista.

— Quem queria elementos para firmar seu juízo, tem todos eles para definir seu voto — disse Viana.

Segundo Viana, Dilma defendeu também a democracia no país. Em reação à declaração do senador tucano Cássio Cunha Lima (PB), que afirmou que, ao se referir ao processo de impeachment como golpe, Dilma cometeu mais um crime de responsabilidade, Viana afirmou que a oposição "tem medo" da palavra golpe.

— A presidente foi respeitosa com sua história, com o Senado, mas essencialmente com a democracia e o povo brasileiro. E tecnicamente deixou bem claro que não cometeu crime de responsabilidade e trouxe os argumentos para que qualquer senador ou senadora, que não queria cometer esse atentado à democracia brasileira, votar contra esse injusto processo de impeachment — disse o senador acrescentando:

— A oposição tem medo da palavra golpe. Mas a imprensa nacional e internacional, o próprio editorial do Le Monde deixa muito claro: é golpe. A nossa oposição está sendo desleal com a Constituição e isso é lamentável. Tivemos em 64 um golpe do qual depois o Brasil se envergonhou. Diziam que era para atender aos reclames da sociedade. Hoje dizem que a sociedade clama pela saída da presidente. Da mesma maneira dizemos: é um golpe, mas agora um golpe parlamentar.

Aliada de Dilma, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) disse que "vários" senadores não têm moral para julgar a presidente afastada por serem acusados em processos de corrupção. Ela não quis citar nomes.

— Vários integrantes deste parlamento enfrentam processos e não têm moral e ética para cassar uma presidente cuja biografia é pautada pela integridade — disse Fátima, à saída do plenário do Senado, onde Dilma é interrogada.

A senadora petista elogiou a fala inicial de Dilma, disse que o discurso vai ficar para a história e correspondeu à expectativa dos aliados. Ela disse que chorou várias vezes enquanto a presidente afastada apresentava sua defesa.

— Eu me emocionei no discurso dela. Mas o que mais me entristece não é só a questão de Dilma por Dilma, mas o simbolismo que isso tem. A importância da democracia e da soberania popular. O voto é sagrado. Não aceitaria que quem não ganhou pela via democrática busque atalhos para chegar no poder — afirmou Fátima.

 

Mais Notícias

Jorge Viana apresenta requerimento para debater orçamento da BR-364

Senador Jorge Viana destacou relatório da Federação do comércio e convocação do diretor do DNIT e re...

Jorge Viana participa da posse da nova Procuradora da República Raquel Dodge

nador diz que espera firmeza e imparcialidade da nova chefe do Ministério Público Federal O senador...

Jorge Viana anuncia ato que irá marcar investimentos em telefonia móvel e internet no Acre

Senador falou sobre termo de cooperação que será assinado por dirigentes das companhias telefônicas,...

Municípios de fronteira do Acre podem virar Áreas de Livre Comércio

Proposta de autoria do senador Jorge Viana foi aprovada em comissão do Senado e pode beneficiar Assi...

Jorge Viana se reúne com lideranças de Sena Madureira, Manoel Urbano e Feijó

  Os dois pré-candidatos ao Senado Federal pela Frente Popular do Acre, senador Jorge Viana e ...

Jorge Viana defende medidas emergenciais para combater violência nas fronteiras

Senador diz que vai apresentar propostas para combater impunidade e ajudar segurança pública do país...

Jorge Viana cobra DNIT por mais frentes de trabalho na recuperação da BR-364

Em visita ao DNIT, senador relata o estado de conservação da rodovia e, no Ministério da Integração,...

Jorge Viana cobra de autoridades federais medidas contra o crime

Em audiência na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, parlamentar alerta para a deterioração...

Jorge Viana percorre BR-364 e defende união para garantir obras de manutenção

Senador visitou Sena Madureira, Manoel Urbano e Feijó antes de seguir para Tarauacá, e diz que irá r...

Jorge Viana: "Pesquisa é o retrato do momento. Boa para nós e ruim para a oposição"

Senador comenta dados da Vox Populi, que mostra uma disputa acirrada para o governo do Acre O senad...